7 de novembro de 2010


Navegar é presciso.

Imagine se tivese que passar um mês num lugar distante e primitivo, onde Internet e celular fossem coisa de ficção cientifica. Você aguentaria viver totalmente desplugada ? Difícil né ? Eu tenho até arrepios só de pensar! Mas, nos ultimos dias, fiquei imaginando que muita gente seria mais feliz se não tivesse tanta tecnologia por perto. Tem garotas por exemplo, que usam o Orkut só para xeretar os recados que as outras pessoas deixam para o namorado ou ficante. E, claro, um belo dia acaba achando algo suspeito. Muitas vezes, é por causa de um mal entendido muito bobo que o romance que tinha tudo pra dar certo acaba em briga e choradeira dos dois lados. E eu pergunto; sem acesso ao perfil do namorado, a tragédia não seria evitada ? Siiim! Tem também as que usam a Internet para fazer trabalhos da escola. Mas, em vez de ler com atenção oque estão pesquisando, simplismente copia e cola, entregando a folha assinada com o nome delas, sem nem saber direito de onde vieram aquelas informações. E ai acabam tirando nota baixa por quê a professora que não nasceu ontem, percebe a mancada Se essas garotas tivessem ido até a biblioteca para pegar um livro , não teriam dormido sem pagar esse mico na frente dos amigos do colégio ? Siiim! Então, antes que você me ache mais louca do que eu realmente sou, vou explicando logo onde quero chegar citando esses (maus) exemplos de uso da Internet. Claro que eu não penso em convencer você a deixar o computador de lado - oque seria uma idiotice completa eu sei. É lógico que a Internet facilita a vida, não só na hora de pesquizar, como também para se divertir e se relacionar. O que eu quero mesmo, neste texto, é convidar você a pensar sobre como anda usando está tecnologia toda. Para o seu bem ? Mesmo ? Porque computador e celular podem ajudar a gente a viver melhor. Ou pior. Tem muita coisa legal na rede, mas também tem muito lixo. Da mesma forma, tem gente com quem vale a pena fazer amizades virtuai, assim como, tem muito mané que está ali para tirar proveito, para brincar com as emoções dos outros e até para cometer crimes - é, isso não contece só na casa da vizinha, da prima, da irmã ou da avó. E cabe a cada um de nós escolher oque vamos deixar entrar na nossa vida. As ferramentas que nos dão privacidade existem exatamente pra isso: você tem o direito de decidir quem vai ver suas fotos no Orkut e quem vai adicionar no MSN. Prestar atenção nesses detalhes pode ser uma maneira de se proteger e até de ser mais feliz. Na rede e fora dela. Além de tentar não se expor, talvez seja legal pensar duas -ou três ou quatro - vezes antes de se declarar no Orkut ou mesmo deixar aquela fofoquinha por lá. Será que aquela pessoa não vai mesmo aceitar seu depoimento com aquela informação que é segredo de estado ? E quem garante que o menino com quem está falando no MSN não cpoia todas as páginas e mostra aos amigos ? Eu mesmo já me surpreendi vendo as minhas conversas gravadas e abertas para quem quisesse ler, no Orkut de outra pessoa. Depois dessa, aprendi a falar menos bobagem na rede. O que agente escreve, já era, fica gravado. Por isso vale ficar esperta! Não sei oque você pensa dessa história toda, mas gostaria muito de saber. Então deixe seu comentário. ( ;
4

4 comentários:

Anônimo disse...

Infelismente existem milhoes de pessoas que naum respeitam a privacidade alheia... é o cumulo do absurdo.. fiko revoltado com isso.

mas por outro lado, existem pessoas super legais que conhecemos através da net.. ainda bem que estas existem pra equilibrar a balança.

Quer um exemplo: a pessoa dona desta pagina.. é simplesmente ótima em todos os aspectos...

LUDY disse...

adoreiii! é isso ai Nelly!;)

LUDMILLA disse...

CORRIGINDO! ADOREIII!!!, É ISSO AÍ Nally;*

Filosofias de banheiro disse...

obgd. agradeço ao autor do primeiro post.
é verdade, infelismente ainda tem mt lixo na rede. muito obrigada Ludy

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t